Trânsito
Polícia

point_banner

show_taxi_01

Bem Estar e Lazer
0

Se beber não dirija

Vale a pena clicar no vídeo e escutar a música em  que o grupo Revelação fala  sobre o taxista. Saí…

Geral

anunciante_06

Envie sua reportagem para o Você Repórter! Preencha abaixo o fomulário.

Formulário Você Repórter

Nome

E-mail

Anexar imagem

Notícia

anunciante_07

 >> Veja mais em nossa Galeria de Fotos

anuncio_tunico

História de Taxista

O bebê no táxi
 Uma senhora que estava com um carrinho de bebê numa esquina, fez sinal. O taxista estacionou e foi logo falando a ela que deixasse-me ajudar com a criança. O taxista foi saindo do táxi apressadamente para ajuda-la com o carrinho e ao se aproximar tomou um susto enorme. Tinha um cachorro dentro do carrinho de bebê! E assim deixando escapar: - Nossa senhora! Qual o seu nome? - Lara. - Nossa, dona Lara é um cachorro? Nao gosto muito de fazer corrida com animais, mas não teve como negar a corrida ao bebê da dona Lara. Vai que ela acha que é mesmo um filho? Enfim fez a corrida.
Passageira gringa e bêbada: fica difícil saber pra onde queria ir
Certa noite ao desembarcar um casal no Bar Astor  em Ipanema (Zona Sul - RJ). Fui abordado por uma jovem com forte sotaque,  ela não conseguia informar em português para onde desejava ir. Então passei a solicitar as informações em inglês, mas a jovem estava muito alcoolizada e eu não conseguia entender.  Somente que ela era de Londres e era sua 1° visita ao Rio de Janeiro. Depois de rodar por mais de 30 minutos resolvi parar no Hotel Rio Othom e informa - lá que uma pessoa com mais fluência em inglês nos ajudaria. Foi difícil até para a funcionária com seus 10 anos de experiência e com um inglês perfeito. Finalmente conseguimos entender que ela queria ir ao Hotel Caesar, na Rua Belford Roxo (Região Metropolitana – RJ). Missão cumprida! Fiquei  feliz por ter deixado a bela jovem inglesa em seu destino e com uma ótima impressão dos taxistas do Rio de Janeiro.
 
Taxista
Uma passageira começou a contar seus problemas para o taxista. Ao chegar ao seu destino pediu para continuar dando volta em dois quarteirões para poder concluir sua historia. No final da corrida ela pediu a opinião do motorista e pagou 50% a mais do valor da corrida. 
 
CLIQUE AQUI E NOS ENVIE SUA HISTÓRIA!

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Cidade

História